Resenha - O beijo traiçoeiro

sexta-feira, 3 de abril de 2020

Título:
O Beijo traiçoeiro

Autora: Erin Beaty
Editora: Seguinte
Ano: 2017
Páginas: 433
Nota: ★★★★★
Clique aqui para adiquirr
Sinopse: Com sua língua afiada e seu temperamento rebelde, Sage Fowler está longe de ser considerada uma dama e não dá a mínima para isso. Depois de ser julgada inapta para o casamento, Sage acaba se tornando aprendiz de casamenteira e logo recebe uma tarefa importante: acompanhar a comitiva de jovens damas da nobreza a caminho do Concordium, um evento na capital do reino, onde uniões entre grandes famílias são firmadas.Para formar bons pares, Sage anota em um livro tudo o que consegue descobrir sobre as garotas e seus pretendentes — inclusive os oficiais de alta patente encarregados de proteger o grupo durante essa longa jornada. Conforme a escolta militar percebe uma conspiração se formando, Sage é recrutada por um belo soldado para conseguir informações.Quanto mais descobre em sua espionagem, mais ela se envolve numa teia de disfarces, intrigas e identidades secretas. E, com o destino do reino em jogo, a última coisa que esperava era viver um romance de tirar o fôlego. Adicione ao skoob
Erim Beaty
O beijo traiçoeiro
Um pouco mais sobre a história
      O Beijo Traiçoeiro é o primeiro volume de uma trilogia onde teremos uma garota extremamente sagas, um soldado que fará de tudo para provar seu valor, muitas conspirações e um reino a beira de uma guerra.
     Sage ainda nova se torna orfã e se vê obrigada a ir morar com o tio e sua família, que por sinal não há tolera devido seu jeito meio rebelde para a época. Ela sonha em ter idade suficiente para trabalhar e ganhar seu sustento, porém Sage vê seu sonho ir por água abaixo quando seu tio decide que ela já tem idade suficiente para se casar e diz que já providenciou uma reunião com a casamenteira afim de lhe arrumar um par. 
    A história se passa em um mundo que nos apresenta alguns aspecto de reinos medievais mas porém também nos lembra muito um cenário de época, onde os casamentos eram arranjados e as mulheres já nasciam com esse único propósito, crescer e se casar. Mas voltando a história Sage se revolta e não entende o porque de seu tio estar fazendo tamanha crueldade com ela sendo que sempre soube que ela nunca quis se casar e decide que irá  fazer o possível para ser reprovada em sua entrevista. Ressaltando que nenhum casamento ocorre sem que seja orquestrado pela casamenteira e uma vez que ela faz suas escolhas de pares não há questionamento. 
''A mulher naquela sala tocava as cordas da nação como um quarteto de musicistas, criando o equilíbrio de poder que por mais de duzentos anos fazia Damora funcionar.”  
     Mas devido a gratidão que sente pela esposa de seu tio que sempre cuidou e  a tratou bem, Sage decide se comprometer e fazer o possível para se dar bem e aceitar seu destino. Porém logo nos seus primeiros minutos de entrevista sob a menor das criticas Sage não aguenta e chuta o barraco onde de cara a casamenteira a dispensa dizendo que ela chamais conseguirá um parceiro. Vendo como sua tia fica arrasada e após esfriar a cabeça Sage começa a perceber que realmente exagerou e resolve ir pedir desculpas a casamenteira, e logo após se desculpar consegue uma vaga de ajudante de casamenteira para acompanha-la ao Concordiun um evento que reúne todas as damas em idade de casar e todos os seus pretendentes.

     Uma imensa caravana é formada para levar as damas e todos os envolvidos para o Concordium e Sage é designada pela casamenteira a colher o máximo de informações possíveis das damas (que em grande maioria foram colocadas aqui como bastante fúteis) como também de todos os soldados com cargos elevados que escoltaram essa caravana.
''Toda mulher deve ser submissa, obediente, graciosa e sempre concordar com o marido. Ela deve ser o que ele quiser.''
         Como escolta elas terão o pelotão comandado por Alex Quinn, sobrinho do rei que como castigo ao mesmo após um erro em um missão o ordenou a missão que Alex achou extremamente humilhante. Também são escalados para o pelotão o príncipe herdeiro e o outro filho bastardo do rei Ash Carter que terá grande importância no desenrolar da trama, porém poucos sabem que o príncipe herdeiro está entre os demais para garantir sua segurança, masss o que deveria ser uma simples e chata missão nossos soldados se vêem em um grande golpe político onde alguns ilustres estão conspirando com os Kimissaros, um povo que foi anexado a poucas décadas ao reino de Damora, devastados pela pobreza afim de se rebelaram.
     Paro aqui para dizer-lhes que essa história não se trata de um romance de época, e embora haja um romance o que mais vemos são tramas políticas, e conspirações para derrubar o atual rei de Damora.

“Meu pai me disse uma vez que alguns animais não podem ser controlados. Isso não que dizer que sejam maus, só são selvagens de mais .”

O beijo traiçoeiro

Minha opinião

     Eu sou louca por fantasia e essa história me ganhou completamente, adoro uma personagem que não se enquadra nos padrões exigidos pela sociedade e não se importa se tachada por isso, imagine só uma garota de calças e montada de pernas abertas em um cavalo para época rs, mas embora Sage ganhasse antipatia pelas outras damas logo começou a ganhar a simpatia dos soldados e quando a ação começa ela se mostra completamente astuta bolando planos mirabolantes e inteligentes que os ajudaram a vencerem os inimigos. Porém até que Sage consegue ganhar um pouquinho de voz para relatar seus planos muita coisa ocorre. O que mais me surpreendeu foi o fato das conspirações pois acreditei desde o inicio se tratar de uma fantasia voltada muito mais para romance do que ação. O final foi fantástico e deixou uma amostra do que esperar no segundo volume.



Bjos e até a proxima...



Sobre a autora: Erin Beaty nasceu e cresceu em Indianapolis, Indiana. Formou-se na Academia Naval dos Estados Unidos com diploma em engenharia aeroespacial e serviu à Marinha como oficial de armas e instrutora de liderança. Ela e o marido têm cinco filhos, dois gatos e uma horta, e moram onde quer que a Marinha os leve.




28 comentários

  1. Pelo Que entendi é uma distopia no estilo de a escolha? Eu amo essas fantasias e sempre quis ler essa série mas sempre enrolo. É a quinta vez que vejo falando dele essa semana e acho que é a hora. Hahaha ótima resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, não é uma distopia, mas fantasia com romance, mas é bem legal se tiver oportunidade leia sim.

      Excluir
  2. Ah, não sabia que esse era um livro de fantasia! tan tan taaaaan! =0 Sério, sempre via a capa e atribuía a um romance histórico... bem que se diz, nunca julgue um livro pela capa... rs Já quero ler! S2
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simmmmm é uma fantasia é cheia de ação, porém tem romance sim, mas não é somente sobre o romance e sim tramas politicas e um reino ameaçado.

      Excluir
  3. Eu também amo Fantasia e tem um tempinho que não pego uma boa para ler, acho que nessa época de isolamento, é uma boa, já assistir Senhor do anéis quatro vezes e o mesmo vale para outras adaptações nesse estilo. O Beijo traiçoeiro sempre me chamou atenção pela capa, mas o que me incomodou é que li um número abusivo de resenhas dele no ano de lançamento, e mesmo sendo uma fantasia mais para um romance romântico, acho válido no momento para mim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei como é se sentir saturada de um genero assim, eu amo romance e leio muito, porém já tem um tempinho que não consigo pegar nenhum.

      Excluir
  4. Eita, que quotes fortes!!! Essa parece ser aquele tipo de fantasia que a gente quer ler tudinho de uma vez, né? Um volume após o outro.
    Eu vejo sempre essa capa pelas redes sociais e grupos de leitura, e nunca tinha me atentado sobre a sinopse dele.
    Obrigada por essa riquíssima dica.

    Beijocas

    Carol, do Coisas de Mineira

    ResponderExcluir
  5. Adorei... sou fã de fantasias, e preciso admitir que já tenho os dois primeiros volumes em mãos, estava só esperando o terceiro para ler tudo - sim, talvez seja um pouco ansiosa. Adorei sua resenha, fiquei com vontade de colocar esses livros logo na meta de leitura! Fantasia mais intrigas políticas? Quero sim...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita maravilha já foi lançado o terceiro, porém ainda está com um precinho salgado, mas não vejo a hora de adquirir logo.

      Excluir
  6. Acho legal quando os livros trazem questões políticas, dá pra gente comparar um pouco com nossa história e realidade e refletir bastante!
    Abraços
    Liv

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade sempre que há poder há alguém querendo tomar esse poder.

      Excluir
  7. Adorei saber que você também é louca por fantasia, então essa história já te ganhou completa! Eu idem! Eu achei esse livro maravilhoso quando eu li pela primeira vez. Essa foi a história, que realmente me conquistou e arrebatou! Enfim, sua resenha ficou incrível! Eu li o segundo livro e gostei muito também, embora eu ainda prefira esse primeiro da Erin Beaty de Um Beijo Traiçoeiro. :) Quando eu estava lendo, de início, me lembrou um pouco a Mulan da Disney pela questão da visita a uma casamenteira e outros detalhes. Perfeito esse livro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou louca para ler o terceiro que já lançou porém ainda está com um precinho um pouco alto, mas estou de olho e na primeira promo que tiver vou adquirir, estou muito curiosa para saber o que Kimisara irá aprontar.

      Excluir
  8. Olá! Tenho muita dificuldade em ler trilogias, admito, mas também adoro narrativas que envolvam aspectos medievais. Atualmente, estou fazendo a releitura de um livro de Fantasia Medieval. Não conhecia "O Beijo Traiçoeiro". Ah, e eu preciso dizer o quanto os quotes que você muito bem escolheu nos dão a impressão de ser uma história muito bem escrita. Até me arriscaria em tentar ler essa! Seu trabalho com certeza contribuiu e muito pra isso! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá sério? Engraçado né como cada um é diferente, eu já não gosto de livros únicos, prefiro trilogias e séries.

      Excluir
  9. Olá!
    Eu acho essa capa linda, e esse livro já estava na minha lista de livros para ler. Gostei de conhecer melhor a história.
    Também gosto muito de personagens que não seguem o estereótipo da maioria dos livros, de mocinhas mais resolvidas.
    Também gosto muito de fantasia, e fiquei feliz que ela puxa um pouco pro lado da ação. Pois também amo!
    Amei sua resenha e os quotes que você trouxe.
    Beijos,
    Subsolo da mente

    ResponderExcluir
  10. Belíssima a capa que lembra teatro de sombras. A sinopse não me atraiu, pois não gosto de romance, mas daria uma chance justamente por gostar da capa e por ler em sua resenha que há alguns elementos de fantasia na narrativa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele na realidade é uma fantasia mais que romance porém há um romance no meio que será de estrema importância em toda a trilogia. Também acho a capa linda

      Excluir
  11. Oie, tudo bem? Acho incrível quando uma história nos cativa e marca. Lembro quando ganhei esse livro o que mais me chamou atenção foi a edição e o título. Depois descobri que tem continuação. Uma pena não ter conseguido ler ainda. Agora vendo sua resenha fiquei curiosa novamente. Vou ver se consigo ler nesses dias. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já foi lançado o terceiro e não vejo a hora que adiquiri-lo logo, se chama O reino traiçoeiro

      Excluir
  12. Esse livro ta na minha lista e sempre passo pra trás ahahahah

    Achei sua opinião top e senti que com certeza vou querer ler todos de uma vez

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. alem disso, saber que tem um romance na fantasia me animou muito tb

      Excluir
  13. Ola... Ja Tinha ouvido falar do livro antes e fiquei curiosa com a trama, pelas questões políticas e de espionagem, não pelo romance em si. Mesmo com o romance, acredito que eu faria a leitura de boas...

    Küss 😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é uma excelente fantasia e com ação envolvida.

      Excluir
  14. Oie!!! Assim que esse livro foi lançado eu fiquei bem interessada. Principalmente por algumas semelhanças à Mulan, confesso. Mas acabei passando outros na frente e ainda não li, não sei bem o porquê.
    Acho q agora vou aguardar o último volume pra ler tudo de uma vez só. Hahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei como é rs, mas se tiver oportunidade leia sim, é uma leitura rápida e gostosa

      Excluir